Bancada paraibana vota pelo não afastamento de Aécio Neves no Senado

 

A bancada da Paraíba no Senado, composta por Cássio Cunha Lima, José Maranhão e Raimundo Lira, votou pelo não afastamento do senador mineiro Aécio Neves e a revogação das medidas cautelares impostas pelo Supremo Tribunal Federal ao tucano.

José Maranhão foi o único que não fez uso da palavra. Raimundo Lira, líder do governo, usou para explicar que não houve articulação do PMDB para que a votação ocorresse de maneira secreta.

Cássio disse que a revogação das medidas cautelares do STF não implica em impunidade, uma vez que o processo seguirá no Senado.

“A votação hoje é muito além do caso do senador Aécio, a situação dele terá seguimento no STF, qualquer que seja o resultado. Algumas pessoas imaginam que ele foi julgado hoje em definitivo. Ele continuará sua jurisdição na Suprema Corte. Não há que se falar em impunidade. Isso até é um desrespeito à Suprema Corte. Os ministros do STF vão, a partir dos autos do processo, se isso virar um processo, porque estamos na fase de inquérito, absolver ou condená-lo, de acordo com as provas que tiver nos autos desse processo”, comentou.

Com WSCOM

O silêncio ensurdecedor da mídia com relação ao atentado na Somália

Dois dias após o que já considerado o maior atentado terrorista desde o 11 de setembro norte-americano foram suficientes para que as notícias sobre a Somália fossem escanteadas dos principais jornais do Brasil e do mundo. Nesta segunda-feira (16), autoridades locais informaram que já passa de 300 o número de pessoas mortas após o ataque duplo à bomba ocorrido no último sábado (14) no país africano.

Apesar da gravidade do episódio, a mídia tradicional preferiu dar mais destaque hoje a assuntos relacionados à política, aos incêndios na Europa ou mesmo à “eventos cósmicos”. Para os maiores jornais do Brasil e do mundo, o fato de morrerem 300 pessoas de forma brutal em um país africano historicamente castigado pela miséria e pelos conflitos de milícias locais não é assim tão importante. As vítimas e a localização geográfica deste tipo de tragédia, no entanto, é um fator determinante para a comoção ou a falta dela nas pessoas, de acordo com o que pauta essa mesma mídia.

Para se ter uma ideia, o último atentado antes ao do país africano, o de Las Vegas (EUA), em que 58 pessoas morreram e outras centenas ficaram feridas, causou uma comoção instantânea baseada na cobertura em tempo real dos principais jornais do mundo. A diferença de tratamento com relação às vítimas e aos lugares onde este tipo de assassinato em massa acontece começa pela escolha do termo. Em Las Vegas, não é “atentado”, é “ataque”. O assassino, por sua vez, não é “terrorista”, é “atirador”. Na Globo, teve até o famoso “plantão”. O assunto permaneceu como capa de jornal por dias e dias e a tag #PrayForLasVegas dominou as redes sociais – ela segue, inclusive, como sendo uma das mais utilizadas do Twitter, 15 dias após o fatídico episódio.

No The New York Times, por exemplo, a notícia sobre o atentado na Somália já não aparece na capa do portal. Já a atualização do número de feridos hospitalizados em Las Vagas está lá com destaque.

Não é muito diferente do que fez o G1, um dos portais de notícias mais lidos do país. No site vinculado à Globo, não há na capa qualquer menção ao caso da Somália e assuntos como a descoberta de um “evento cósmico” ganharam mais destaque. Folha de São Paulo e Estadão, por sua vez, até deram a notícia, mas sem desque algum, quase que escondido.

Dada essa seletividade na cobertura jornalística, fica fácil entender o motivo pelo qual apenas dois dias depois as únicas menções à tag #PrayForSomalia sejam apenas de internautas reclamando da falta de destaque do assunto na mídia, mesmo o ataque tendo vitimado mais que o triplo de pessoas que o ataque de Las Vegas, que segue com destaque na mídia mundial.

O que está em jogo neste tipo de atuação da mídia não é se um ataque é mais ou menos grave que o outro, mas a capacidade deste setor de escolher por quem ou não você ou nós devemos nos comover.

Se nós rezamos por Las Vegas ou somos todos Charlie Hebdo, também rezamos pela Somália e somos todos somalis.

Episódios como esses devem ser registrados e lembrados no curso da história para que não mais aconteçam. Mas no que depender da mídia tradicional, se for na África, uma nota escondida já é o suficiente.

Com Revista Forum

Após cassação, prefeita de Mamanguape se mostra confiante; ouça

A prefeita Maria Eunice, de Mamanguape, que teve o mandato cassado na manhã desta terça-feira (17) após decisão proferida pela juíza Juliana Duarte Maroja, da 7ª Zona Eleitoral, usou as redes sociais para tranquilizar a sua equipe de gestão e seus correligionários.

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) que culminou na cassação foi motivada após a divulgação de uma gravação de áudio em que a promotora Ismânia Pessoa, que também é filha da prefeita, aparece oferecendo dinheiro e cargos para que vereadores apoiassem a reeleição de Eunice em 2016.

Eunice está em Brasília e ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso, mas em áudio,  ela garante que seus advogados já estão tomando providências para que ela continue no cargo, e  demonstra estar confiante em sua vitória no TRE. Ela irá recorrer e deverá permanecer no cargo até a decisão do TRE.

 

Ouça:

Do ManchetePB

Vice-prefeita de Jacaraú realiza festa em homenagem as crianças

A turma do palhaço Alegrya animou e brincou com a criançada

A vice-prefeita de Jacaraú, Adriana Catolé (PMDB) reuniu uma multidão para celebrar o dia das crianças na tarde deste domingo (15).

O evento aconteceu na Churrascaria Vista do Vale com apresentações de teatro infantil, brincadeiras com palhaços, parque de diversão, lanche, guloseimas, brindes e prêmios. Uma tarde de muita diversão com cada detalhe pensado para promover a alegria da criançada.

A festa organizada por Adriana teve mais de 25 pessoas no apoio de maneira voluntária e foi prestigiada pelo senador José Maranhão, os Deputados Raniery Paulino e Ricardo Marcelo, pelo ex-Deputado Ariano Fernandes e lideranças locais.

Adriana Catolé estava visivelmente emocionada com a presença de tantas crianças. “Não há satisfação maior que poder proporcionar alegria para essas crianças; elas que muitas vezes não tem oportunidades de assistirem um show desses, ou ganhar um brinquedo. Não imaginava essa multidão, e estou muito feliz e realizada”- disse Adriana.

ManchetePB

Solidariedade: amigos se unem em jogo beneficente

Jacaraú foi palco de uma linda campanha que envolveu amigos, atletas e sociedade em solidariedade ao jovem Rosinaldo Coutinho, popular Galego, que convalesce de uma cirurgia.

Os amigos Geomarcos Abreu e Gabeira idealizaram um jogo beneficente e foram apoiados pelo empresário Aquino que disponibilizou sua quadra de futebol society para que a competição acontecesse.

Além dos organizadores, estiveram presentes os prefeitos Fabiano Pedro (Lagoa de Dentro) e Baia (Pedro Régis) e o vereador Camaf Douglas.

Seis times participaram e cada jogador fez uma doação em dinheiro. Além dos participantes, muitas pessoas também puderam dar sua contribuição e depositá-la em uma urna que ficou lacrada e só foi aberta pelo beneficiado. R$ 1.321,00 foram arrecadados.

O time do CELTIC venceu e levou o troféu. Mas a verdade é que nesse jogo a amizade e a solidariedade e que foram campeãs.

ManchetePB

Bloco “Mamãe eu quero” supera expectativas e arrasta multidão pelas ruas de Jacaraú

 

Idealizado pelos amigos Thiago Carioca e Simão Régis o bloco “Mamãe eu quero” resgatou o tradicional carnaval fora de época de Jacaraú e arrastou foliões animados pelas ruas principais da cidade.

Já na concentração o paredão do Jacaré aquecia a galera ao som de batidas fortes. Mais tarde um multidão seguiu o som até o largo da Vidal de Negreiros, onde a festa seguiu noite a dentro com muita alegria, animado pelo paredão Pedreira.

Organizado com apoio do comércio local, da Prefeitura de Jacaraú, dos prefeitos Baia (Pedro Régis) e Fabiano Pedro (Lagoa de Dentro), o evento  foi um sucesso e a participação popular superou as expetativas dos idealizadores.

Desacreditado por uma minoria, o bloco “Mamãe eu quero” do sonhador Thiago Carioca, mostrou que pra realizar uma evento cultural basta ter força de vontade, coragem, muita força e a união dos amigos. A alegria tomou conta da cidade e contagiou desde crianças a idosos, que acenavam das calçadas para os foliões.

ManchetePB

Vereadora idealiza Projeto social e une comunidades em ações beneficentes

A vereadora Gracinha Marques do município de Jacaraú idealizou e realizou nesta quarta-feira (11) um projeto social que uniu setores públicos, sociais e privados na promoção de ações em benefício da comunidade de Olho D’água e moradores do entorno.

Entitulado de “Ação Comunitária”, o projeto tem o objetivo de levar serviços básicos de promoção à saúde, como aferição de pressão arterial, glicemia…; oficinas educativas e profissionalizantes; espaço da beleza, com corte de cabelo e manicure; além de palestras com temas que buscam alertar e concientizar os moradores locais, abordando problemáticas que fazem parte da realidade da comunidade. Desta vez pais e crianças foram convidadas para a palestra que tinha o tema: “criança não namora nem de brincadeira”, ministrada pela competente psicóloga Socorro Lisboa.

Realizado na escola municipal de Olho D’água, o evento teve início às 08h00 com a fala das autoridades e a apresentação do cronograma das atividades. Desse momento estiveram participando o prefeito Elias Costa e secretários da administração, o vereador Lico de Doro e o pastor Paulo Eduardo, representando a CASEP, entidade social que também apoia o projeto da vereadora Gracinha.

Cerca de cem (100) atendimentos foram realizados, além dos serviços foram distribuídos brindes para as crianças e roupas (semi-novas), doadas no brechó solidário. Por fim, em homenagem ao dia das crianças, um espaço onde elas puderam viajar na imaginação com contos de histórias infantis com fantoches.

Segundo a vereadora Gracinha Marques, a ideia é levar o projeto à outras comunidades rurais e até à Cidade, “já realizamos em outros anos esse projeto aqui nesta comunidade, mas com o apoio que temos agora, poderemos estender as ações para mais comunidades. Nosso objetivo é interagir com o povo e mostrar que estamos atentos aos problemas de cada comunidade. Estar presente é uma forma de demonstrar nossa atenção e cuidado”- disse Gracinha.

Já na programação, a “Ação Comunitária” seguirá para a comunidade de Várzea, já no próximo dia 25.

Apoio:

Prefeitura de Jacaraú

CASEP

Vereador Lico de Doro

 

ManchetePB

 

 

Vice-prefeita de Jacaraú convida população para festa em homenagem às crianças

Adriana Catolé, foto divulgação

A vice-prefeita de Jacaraú, Adriana Catolé (PMDB) tem ganhado destaque e espaço no meio político local por desenvolver ações e serviços de maneira solidária e com recursos próprios. Agora ela surpreende outra vez em convite especial para toda população. Adriana irá realizar no próximo dia 15 uma festa temática em homenagem às crianças.

O evento, que será realizado na Churrascaria Vista do Vale, terá animação de palhaços, teatro infantil, dinâmicas e jogos, parque de diversão e muita brincadeira. Adriana, que também realizou festas em homenagens aos idosos e as mães, garante que a festa em homenagem às crianças terá a mesma alegria e organização.

MUDANDO DE ASSUNTO…

Adriana Catolé, por intermédio do Senador José Maranhão, acaba de trazer dois poços artesianos para duas comunidade rurais e, segundo sua assessoria, as ações para amenizar os problemas com a falta de abastecimento de água deverão continuar. Ela tem atuado de maneira particular e beneficiado todo o Município com ações que vão desde doações de alimentos e enxovais para gestantes, até corte de terras e construção de barreiros.

Adriana Catolé não esconde seu interesse em concorrer a vaga de Prefeita nas próximas eleições municipais e após seu rompimento político com o grupo do atual Prefeito, suas ações ganharam ainda mais força e atenção.

Há quem diga que ela e o ex-prefeito João Ribeiro já afinaram os discursos, mas são apenas especulações e os boatos não são confirmados por ambos. Embora seja notória a sincronia de atuação dos dois grupos de oposição, Adriana Catolé já afirmou publicamente que atua de maneira independente e não descarta nenhuma aliança, e isso inclui também o grupo da ex-prefeita Cristina.

ManchetePB com informação assessoria de imprensa

 

 

 

Bloco “Mãmãe Eu Quero” promete resgatar alegria do carnaval fora de época de Jacaraú

 

Depois de longos anos, os amigos Thiago Carioca e Simão Régis trarão de volta à Jacaraú o carnaval fora de época. O bloco “Mamãe eu quero” promete levar alegria e diversão e a expectativa é arrastar uma multidão pelas principais ruas da cidade.

Com o apoio de vários patrocinadores do setor público e privado, o bloco sairá às ruas na próxima quarta-feira (11), com concentração a partir das 18h00 em frente ao Ginásio “O Lisboão”, de onde deverá sair puxado por vários paredões até o Largo da Vidal, no centro.

Não haverá abadar à venda e a participação é livre. Os organizadores garantem segurança e ordem e para isso contam com o apoio da Polícia Militar. “Àqueles que quiserem participar, é só trazer sua alegria”- disse Thiago.

Manchete PB

 

Apoios:

Portal ManchetePb

Duarte Construção

Dinamize Academia

Farmácia Nossa Senhora de Fátima

Central Informática

Mercadinho Pereira

DVD Magazine

Posto Planalto

Globo Art’s Serigrafia

Bloco Caéba

Casa do Bolo

Caminho de Casa

Picolé Filho

Casa do Cimento

Ginaldo Mousinho

Espetinho do Manoel João

Prefeitura de Jacaraú (Secretarias de Saúde e Cultura)

 

Prefeitos: Baia (Pedro Régis), Fabiano Pedro (Lagoa de Dentro)

CCJ do Senado aprova demissão para servidor público

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado aprovou nesta quarta (4) uma proposta de avaliação de desempenho para os servidores públicos. O projeto, relatado pelo senador Lasier Martins (PSD-RS), prevê critérios para avaliação dos servidores, que passam a ser avaliados anualmente por uma comissão de três superiores. Caso não alcancem um desempenho mínimo, os servidores perdem a estabilidade e podem ser desligados.

O projeto sofreu resistência de sindicatos e de partidos de esquerda, que conseguiram aprovar requerimento para que também tramite em mais três comissões, antes de ir a plenário. Na prática, a tramitação mais longa pode deixar o projeto por anos parado.

O texto regulamente o artigo 41 da Constituição Federal que diz que o servidor estável pode perder a vaga em caso de resultado insatisfatório “mediante procedimento de avaliação periódica de desempenho, na forma de lei complementar, assegurada ampla defesa”. O projeto aprovado hoje na CCJ é essa lei complementar que estabelece como deve ser feita avaliação.

Durante a discussão na CCJ, o relator flexibilizou alguns pontos do projeto original, como a periodicidade da avaliação, de semestral para anual. Para o relator, o projeto não mexe com a estabilidade dos servidores, apenas estabelece os critérios de avaliação.

Pelo projeto, o servidor só pode ser desligado se tiver nota menor do que 3, de zero a dez, em mais de uma avaliação seguida em critérios objetivos como assiduidade e compromisso. Se for mal avaliado, ele tem meios de melhorar a avaliação em até 3 anos.

Com R7