Governador defende candidatura de Célio Alves a deputado estadual

Antes de chegar ao prédio da Câmara Municipal, onde foi realizado o encontro estadual do PSB, o governador Ricardo Coutinho, ao ser indagado sobre os planos do partido para as eleições do ano que vem, defendeu o nome do radialista Célio Alves como opção de Guarabira para a campanha de deputado estadual em 2018.

“Queria muito que Célio abraçasse essa nossa ideia. É um rapaz inteligente, talentoso, compromissado e eu gostaria muito. Guarabira vai ser uma ponta de lança nesse movimento de desenvolvimento da Paraíba”, afirmou Ricardo Coutinho.

O socialista reafirmou o propósito do PSB estadual em lançar a candidatura de João Azevedo a governador da Paraíba em 2018. Ricardo, mais uma vez, disse que deve permanecer no Governo para dar continuidade ao trabalho que vem sendo realizado por sua gestão.

Rafael San

Proibição do uso de capacete no município divide vereadores

Em Pilõezinhos, microrregião de Guarabira, a Câmara de Vereadores discute uma proposta que, se virar lei, vai proibir o uso de capacetes de motocicleta na extensão territorial do município. A ideia é do vereador Paulo Roberto (PSB) e, segundo o autor, é uma forma de tentar evitar a ação de assaltantes que muitas vezes praticam crimes usando capacete. Outro argumento de Paulo é que com a Lei Municipal muitos piloezinhenses seriam poupados de multas quando fossem barrados por blitzes no município. “As vezes o homem de bem sai para visitar um parente aqui mesmo na cidade e é parado numa blitz para ser multado apenas por que deixou o capacete em casa”, defendeu o vereador.

Por enquanto, a Casa José Alves de Melo votou apenas um requerimento solicitando do Poder Executivo o envio de um Projeto de Lei contendo a proibição. Foram abertamente favoráveis os vereadores Paulo Roberto (PSB), Carlos Alberto (PPS), José Aldeir (PPS) e Marcelo Cavalcanti (PMDB). Declararam publicamente o voto contra os vereadores Jaelson Monteiro (PSDB), João Carlos (PSDB) e Ednaldo Monteiro (PHS). O presidente Elisandro Vieira (PMDB), apesar de ser contra a proposta, só vota em caso de empate. Josimar Pinto (PSDB) não compareceu a Sessão. Portanto, a bancada de oposição conseguiu aprovar o requerimento que segue para apreciação da prefeita Mônica Cristina, a quem caberá a decisão de elaborar ou não uma Lei neste sentido.

O vereador Jaelson Monteiro (PSDB), líder da bancada governista,  além de votar contra a proposta, pediu respeito ao Código de Trânsito Brasileiro. “Melhor uma multa ou vida?”, questionou Monteiro. Jaelson disse que a Lei Federal exige o uso de capacete, mas cada um escolhe se usa ou não, a segurança e a vida que estão em jogo.

Rafael San

Vereadores pedem novo banheiro público; gestão derrubou o antigo para reaproveitar o espaço

Vereadores durante Sessão

PILÕEZINHOS (PB) – Um requerimento apresentado pelo vereador José Aldeir (Nen Taxista), baseado num abaixo-assinado, solicitando da Prefeitura Municipal a construção de um novo banheiro público, foi aprovado nesta quinta-feira (10) pelos vereadores durante Sessão Ordinária.

Durante a discussão da matéria, vereadores da bancada de oposição se revezarem para criticar a decisão da administração municipal de derrubar o atual banheiro público. Na opinião da maioria, mesmo que seja construído algo melhor no local, a cidade não pode ficar sem um banheiro para o uso de visitantes ou de quem trabalha na praça central, por isso, deve-se providenciar outro lugar com essa finalidade.

Extraoficialmente, circula a informação que a gestão pretende transformar o espaço do antigo sanitário numa academia de saúde ao ar livre.

Concretamente, não há decisão oficial divulgada pela administração, mas sabe-se que a pressão só cresce. E a cobrança vem dos antigos usuários do mictório e dos que perceberam somente agora que ele existia. Como cidadãos, todos tem o direito de questionar as coisas públicas e, civilizadamente, cobrar seus direitos.

Aguardemos cenas do próximo capítulo.

Rafael San

Vereador quer o fim das diárias; projeto pode tirar de Mônica direito de 20 anos

PILÕEZINHOS (PB) – Há 20 anos o então prefeito Beto de Fausto disciplinou a concessão de diárias para as viagens do prefeito, vice, secretários e afins. No entanto, antes de Beto, as diárias já haviam sido validadas pela Constituição Federal de 1988.

Neste intervalo de 2 décadas registrou-se 4 prefeitos. Pouco ou muito, todos fizeram uso de diárias para viagens de verdade ou de mentira, mas usaram. A utilização do benefício é legal e legítima! O que o Tribunal de Contas condena é o exagero.

Porém, se depender do vereador Paulo de França, Mônica será a primeira prefeita a perder esse direito. Sustentando a tese da economia, o parlamentar apresentou um Projeto de Lei que acaba com as diárias e disparou: “quem tem carro e gasolina a disposição, pode usar o próprio salário“.

A Lei Municipal de 1997 prevê diárias de aproximadamente 300 reais. Quando a viagem é curta, sem a necessidade de pernoite, cai para 150 reais. Para facilitar a fiscalização, o Tribunal de Contas, aconselha que seja anexada alguma comprovação de que a viagem realmente foi de interesse da edilidade. Praias, passeios, aniversários e eventos sociais diversos, nem pensar.

O Diário Oficial do Município mostra que em 220 dias de administração, entre viagens para Brasília, Recife e João Pessoa, Mônica Cristina gastou R$ 4.110,00 de diárias. Uma média mensal de R$ 587,00.

A proposta de Paulo segue para análise das Comissões da Casa Legislativa e será apreciada na próxima Sessão Ordinária.

O vereador Jaelson Monteiro antecipou seu voto contrário a matéria por entender que é um direito de qualquer prefeito fazer uso de diárias para deslocamentos de interesse da Prefeitura e provocou Paulo: “não entendo o vereador defender o fim das diárias da prefeita se no recesso ele mesmo pediu diária para participar de uma sessão extraordinária“.

O presidente da Câmara Elisandro Vieira também declarou-se contra o fim das diárias. “Podemos sentar e rever os valores e, até, propor novos critérios, mas acabar não é justo”, explicou o presidente.

Rafael San

Neste sábado, Ricardo participa do Encontro do PSB em Guarabira

O governador Ricardo Coutinho participará neste sábado (12/08) do Encontro Regional do PSB que ocorrerá na Câmara Municipal de Guarabira, a partir das 10h.

Uma análise da conjuntura política atual e as perspectivas futuras fazem parte da pauta de discussões.

O presidente municipal do PSB, Célio Alves, será o anfitrião do evento que contará com a participação de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças da região metropolitana de Guarabira. Alguns deputados também estarão em Guarabira.

Para Célio Alves, pretenso candidato a Assembleia Legislativa, esse é um momento de traçar metas para o pleito de 2018 e consolidar os avanços que a Paraíba alcançou com a gestão do PSB.

Rafael San

“Grito” de padre paraibano ecoa em Brasília

Pe. Adauto administra Paróquia de Pirpirituba

Em pronunciamento na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), Luiz Couto (PT-PB) elogiou a atitude do Padre Adauto, da Paróquia de Pirpirituba. Na semana passada, o religioso falou sobre a crise política brasileira e chegou a citar nominalmente os deputados nos quais os católicos não devem votar.

“O Padre Adauto é um homem que tem uma sensibilidade muito grande com aquilo que acontece no meio do povo. Indignado com a situação daqueles que votaram pela não investigação do Presidente da República Michel Temer, ele se manifestou em uma celebração, revelando o nome dos paraibanos que foram infiéis à vontade do povo, que queria o afastamento do Presidente Michel Temer”, disse Couto.

O parlamentar petista parabenizou o colega de batina e ressaltou que ele exerceu um papel importante. “A população o aplaudiu naquele momento porque não aceita que haja dois pesos e duas medidas porque muitos parlamentares disseram: sou contra a corrupção, mas o Presidente vai ser julgado depois, quando ele sair.

Ora, esse é o reconhecimento de que, de fato, as denúncias são robustas, são gravíssimas. Não há como não votarmos quando chegar a nova denúncia para o afastamento do Presidente Michel Temer, para que, de fato, o povo brasileiro possa saber que, no Brasil, quem comete crime tem que ser punido, tem que ser julgado, tem que ser condenado, tem que pagar a pena. E, na justiça, vai ter o direito ao contraditório, vai ter o direito à defesa”, declarou Luiz Couto.

Para o deputado petista, é um motivo de honra o discurso do Padre Adauto: “Ele é um homem de muita fé e está antenado com as questões do nosso País e o Brasil precisa ter cada vez mais pessoas como ele, que trabalham na perspectiva de fazer com que o país possa ter um quadro diferente, condenando aqueles que cometem crimes”.

A recomendação do Padre Adauto, de Pirpirituba, foi para que os eleitores não mais votem em Aguinaldo Ribeiro, André Amaral, Benjamin Maranhão, Efraim Filho, Hugo Motta, Rômulo Gouveia e Wilson Filho. A referência foi ao fato dos seis primeiros terem votado contra a investigação a Michel Temer, enquanto o último não compareceu à sessão e alegou ter perdido o voo para a capital federal.

Rafael San com Assessoria 

Pirpirituba em cinco notas

COLETIVO 

Para tornar de direito o que já viviam de fato, 30 casais participaram do “Casamento Coletivo” organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, com os custos cartoriais assumidos pela Prefeitura Municipal. Do total de participantes, 25 decidiram subir ao altar da Igreja de Nossa Senhora do Rosário para serem assistidos pelo padre Adauto Tavares. Além das bençãos e votos de vida feliz, cada casal ganhou um bolo para parti-lo em festa.

RESTAURAÇÃO

A Casa da Senhora do Rosário está ganhando nova roupagem externa. Recentemente restaurada por dentro, a Igreja Matriz, será revestida por fora. Um dos cartões postais da cidade, o templo católico é visualizado por milhares de pessoas que atravessam o município diariamente e, também por isso, merece ser cuidado nos mínimos detalhes.

O ECO DA MATRIZ

Ainda ressoa pelos quatro cantos da Paraíba e parte do Brasil o duro pronunciamento do padre Adauto Tavares contra o presidente Michel Temer e seu aliados. Certamente, as atenções para a Matriz do Rosário foram redimensionadas. O que pode sair daqueles microfones passa a ser uma “surpresa preocupante” para muitos políticos; para os de fora e os de casa. Pelo bem ou pelo mal, é bom todo mundo se comportar, pois o sacerdote demonstrou ter coragem de sobra para criticar do vereador ou chefe da nação.

PAVIMENTANDO 

Quem tiver um pouco de curiosidade e acompanhar as finanças da Prefeitura, vai perceber o esforço da gestão atual para garantir uma disponibilidade de caixa para investimentos. Por isso, vimos em 100 dias a ordem de serviço para as intervenções estruturais em 10 escolas, na Creche e no Ginásio de Esportes “O Telsão”. Tudo com recursos próprios. E pelo que apuramos no coração da administração, vem muito mais pelo frente. O foco agora é a pavimentação em paralelepípedos de perímetros sonhados pela população. Aos poucos, Didiu vai calçando a gestão com pedras firmes.

SAINDO DO TRIVIAL 

O presidente da Câmara Municipal, Givanilson Lira, está focado em sair do feijão com arroz. Como representando do povo, não segura “batata quente” sozinho. Seja na Cagepa, no Tribunal de Justiça ou nas audiências públicas, Batatinha (como é carinhosamente chamado) divide o peso das decisões e fala em nome do povo. A população percebeu que ele não pretende alimentar as cansadas e repetidas disputas locais de sempre, mas deseja sair das quatro paredes da casa legislativa e colocar o parlamento municipal na vanguarda das discussões produtivas.

Rafael San

Em Brasília, Rômulo Gouveia acompanha Romero e vereadores em audiências

O deputado federal Rômulo Gouveia (PSD) acompanhou, nesta quarta-feira (9), o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), e vereadores da cidade em audiências com ministros em Brasília. O primeiro encontro foi com o ministro dos Esportes, Leonardo Picianni  e em seguida com o de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab. Na pauta: investimentos do Governo Federal na Rainha da Borborema.

Com Leonardo Picianni, a principal pauta foi a liberação de novos recursos para o Centro de Iniciação ao Esporte, que está sendo construído no Bairro da Liberdade. Com a compra do terreno e a implantação de vários equipamentos esportivos, o governo municipal está investindo cerca de R$ 7 milhões no empreendimento. O ministro assegurou que vai trabalhar para liberar os recursos que também devem contemplar a construção do Parque da Liberdade, onde será possível praticar 20 atividades olímpicas.

Já com o ministro Gilberto Kassab, Rômulo e Romero apresentaram a necessidade de liberação de recursos para a implantação de fibra ótica na cidade para dinamizar a comunicação dos setores da Prefeitura e ampliar o acesso a internet na parte urbana e nos distritos de Galante e São José da Mata. O secretário de Ciência e Tecnologia municipal, Tovar Correia Lima, também participou do encontro.

Já os vereadores de Campina Grande aproveitaram a oportunidade para tratar do canal para TV aberta da Câmara Municipal. Além da presidente da Casa, Ivonete Ludgério (PSDB), participaram da audiência os vereadores: Márcio Melo (PSDC), o líder do governo João Dantas (PSD), Marinaldo Cardoso (PRB), Renan Maracajá (PSDC), Alexandre do Sindicato (PHS), Sargento Neto (PRTB) e Aldo Cabral (PSC).

Gouveia e Romero ainda estiveram com o secretário de Infraestrutura Hídrica, Antônio  de Pádua, para tratar dos problemas hídricos do estado.

Rafael San com Assessoria

Wilsinho garante a Ricardo empenho na liberação de recursos para o Estado

Ricardo e Wilsinho acertaram encaminhamentos

Na conversa mantida com o governador Ricardo Coutinho, o deputado Wilson Filho (PTB) tratou do acompanhamento de liberação de recursos federais para o Estado e de repasses em atraso de obras em andamento.

Na lista, entre os principais, o equipamento de funcionamento do Hospital de Oncologia, de Patos.

De política, falaram sobre 2018. Ricardo reiterou ao coordenador da bancada paraibana seu desejo de cumprir o mandato até o fim.

Wilsinho sentiu firmeza.

Tribunal de Justiça julga hoje revogação da prisão de Berg Lima

Berg foi flagrado recebendo propina

O Agravo Interno que pede a revogação da prisão do prefeito afastado de Bayeux, Gutemberg Lima Davi (Berg Lima), deverá ser julgado pelo Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba nesta quarta-feira (9). O relator da matéria é o juiz convocado Marcos William de Oliveira.

Berg Lima está preso desde o dia 5 de julho, quando teve a sua prisão homologada e a preventiva decretada durante audiência de custódia, na Sala de Sessões da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, pelo juiz convocado Aluízio Bezerra Filho. O magistrado atendeu, à época, solicitação do Ministério Público.

Ainda durante a audiência de custódia, o juiz Aluízio Bezerra determinou o recolhimento do acusado ao Centro de Ensino de Polícia Militar, por ele possuir curso superior e decretou segredo de justiça na tramitação do processo.

Berg Lima também teve o afastamento cautelar do cargo de prefeito decretado pelo magistrado, até que persistam os motivos da prisão.

De acordo com os autos, a prisão em flagrante delito do prefeito ocorreu em razão dele, no exercício de suas funções, ter exigido e efetivamente recebido quantia da Empresa Sal & Pedra Restaurante Receptivo, através do proprietário da empresa, João Paulino de Assis.

A quantia teria sido paga em três ocasiões distintas, nos meses de abril, junho e julho, nos valores de R$ 5 mil, R$ 3 mil e R$ 3,5 mil, respectivamente, totalizando R$ 11,5 mil. Os valores foram entregues pessoalmente ao gestor municipal, como condição para que a Prefeitura pagasse parte da dívida que tinha para com a empresa. Berg Lima foi preso quando recebia a última parcela.

ManchetePB com MaisPB