Arraiá dos Girassóis de Guarabira reúne lideranças e leva multidão à festa

Na noite deste sábado, o salão de eventos da Asesp, em Guarabira, ficou completamente tomado de pessoas comemorando o encerramento dos festejos juninos no Arraiá dos Girassóis, evento realizado pela militância do PSB de Guarabira e partidos aliados.

Com presença dos vereadores da legenda, Marcelo Bandeira, Jáder Filho e Renato Meireles, o presidente do partido, Célio Alves e o presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Gervásio Maia Filho, o arrasta-pé atraiu uma multidão.

Já a alguns anos a militância se reúne em confraternização junina e esse ano foi o maior evento de todos já realizados.

A senha para a entrada foi uma rifa de um balaio de São João. A sortuda foi Gláucia, moradora do bairro do Juá.

Gervásio, que veio a convite das lideranças de Guarabira, ficou impressionado com a energia das pessoas. “É uma alegria muito grande participar de uma festa tão bonita. Agradeço a Célio pelo convite, aos vereadores do PSB de Guarabira, companheiros aguerridos no projeto que vem dando certo na Paraíba. A energia das pessoas aqui é impressionante. Parabéns a todos pela festa”, disse.

Rafael San com Jota Alves/Portal 25 horas

Dos 12 paraibanos, apenas 2 federais dizem que vão votar a favor de Temer

André Amaral e Hugo Mota (PMDB)

Dos 12 deputados federais paraibanos, apenas os peemedebistas Hugo Motta e André Amaral se posicionam para barrar denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) na Câmara Federal. Outros cinco preferiram não responder, dois ainda não sabem como irão votar e apenas Pedro Cunha Lima (PSDB) e Luiz Couto (PT), declararam seu voto a favor da denúncia.

Os deputados Aguinaldo Ribeiro (PP), Damião Feliciano (PDT), Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), Wilson Filho (PTB) e Wellington Roberto não responderam sobre seus votos. Já Rômulo Gouveia (PSD) e Efraim Filho (DEM) ainda não sabem como irão votar na Câmara Federal.

A base governista na Câmara evita declarar apoio a Michel Temer na votação da denúncia criminal apresentada pela PGR (Procuradoria-Geral da República). A Folha procurou na semana passada todos os 513 deputados da Casa após o STF (Supremo Tribunal Federal) receber, na segunda (26), a peça em que Temer é acusado de corrupção passiva –seria o destinatário de uma mala de R$ 500 mil de propina da JBS, além de promessa de outros R$ 38 milhões em vantagens indevidas.

Veja como cada deputado se posiciona sobre a denúncia

Cabe à Casa dar ou não aval, com os votos de no mínimo 342 deputados, para que o STF possa aceitar a denúncia e abrir a ação penal. NessaOut hipótese, Temer seria afastado por até 180 dias para ser julgado.

Só 45 deputados responderam que votarão contra a aceitação da denúncia.

Entre os apoiadores do presidente estão aliados fiéis como Carlos Marun (PMDB-MS) e Darcísio Perondi (PMDB-RS), vice-líderes do governo na Câmara.

Já os que declaram apoio à continuidade das investigações somam 130 parlamentares, 212 a menos do que o mínimo necessário para que a denúncia seja aceita.

Outros 112 afirmaram que não sabem ainda como votarão e 57 não quiseram se posicionar.

Entre os deputados do PMDB, o número dos que se declararam contrários ao prosseguimento da denúncia é igual ao daqueles que afirmaram não ter posição formada a respeito do caso: 18.

No DEM, partido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), nenhum deputado declarou que votará contra a denúncia. Três não quiseram se pronunciar, 13 disseram estar analisando a peça do Ministério Público e 11 não responderam à enquete. Maia declarou que não votará.

Um parlamentar da sigla chegou a afirmar à Folha, em caráter reservado, que gostaria de votar com o governo, mas que a acusação é grave e necessita de análise.

Parte dos parlamentares tomou chá de sumiço: 168 foram contatados repetidamente pela reportagem desde terça (27), mas não responderam aos telefonemas e e-mails.

A maioria é de partidos da base aliada, como o próprio PMDB, que contabilizou 25 sumidos, PR, com 16, PP, com 15, ou PRB, com 12. O líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), não respondeu à pesquisa.

Muitos dizem esperar decisões partidárias para declarar voto. A posição de cada sigla ou a liberação do voto aos parlamentares deve ser discutida nesta semana.

“É um equívoco isso de ‘vou votar com a minha consciência’”, afirmou Marcus Pestana (PMDB-MG), um dos que esperam manifestação da legenda. “É preciso votar com a coletividade do partido, ele existe por uma razão.”

Parte dos deputados afirmou que espera manifestação da defesa de Temer, e um terceiro grupo diz que só se posicionará após o relatório da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), onde a peça será analisada primeiro.

Outra explicação para a reticência de aliados pode estar na popularidade do presidente, que caiu a 7% –a menor em 28 anos, segundo o Datafolha–, já que a maior parte dos parlamentares deve tentar a reeleição em 2018.

Mesmo tendo decidido em reunião no início de junho permanecer na base de Temer, o PSDB segue rachado. Entre seus 46 deputados, oito declararam que votarão pela continuidade do processo. O número é maior do que o daqueles que se disseram contrários à denúncia, cinco.

A liderança do partido já afirmou que deve reunir a bancada para decidir como votar após o final da análise da denúncia na CCJ, que começará nesta semana.

Após passar pela comissão, a denúncia segue para votação no plenário. Para evitar o afastamento, Temer precisa que pelo menos 172 deputados votem “não” à denúncia ou simplesmente não compareçam à sessão.

A tarefa, porém, pode não ser tão fácil: a votação será nominal, e há, mesmo entre aliados, a avaliação de que os parlamentares que não aparecerem para votar podem sofrer pressão do eleitorado.

Rafael San com Folha de São Paulo

Guarabira FM transmitirá todos os domingos a Missa da noite direto da Catedral

Padre Joanderson Lira

O padre Joanderson Lira, administrador da Paróquia da Catedral Nossa Senhora da Luz de Guarabira, comunicou nesta sexta-feira (30), que a partir do próximo domingo (02), na Solenidade de São Pedro e São Paulo, a Santa Missa dominical noturna passará a ser transmitida pela Rádio Guarabira 90.7 FM, pontualmente às 19h. Pela manhã, às 8:30h, a tradicional Missa do Bispo também continuará sendo veiculada pela Guarabira FM.

Com a decisão da Rádio Constelação FM de encerrar a transmissão, os fieis devem sintonizar todos os domingos, às 19h, a Rádio Guarabira 90.7 FM.

Desde a fundação da Diocese de Guarabira existe o hábito das transmissões de Missas dominicais. Particularmente no Brasil, a Igreja Católica tem incentivado o uso racional dos meios de comunicação para a evangelização.

A Santa Missa é o ponto alto da fé católica, a Celebração Eucarística que a Igreja vive desde que Cristo instituiu esse sacramento na Santa Ceia. Segundo o Papa Paulo VI, “a Missa, celebrada pelo sacerdote, que representa a pessoa de Cristo em virtude do poder recebido no sacramento da Ordem e oferecida por Ele em nome de Cristo e dos membros do Seu Corpo Místico, é realmente o sacrifício do Calvário, que se torna sacramentalmente presente em nossos altares. Cremos que, como o Pão e o Vinho consagrados pelo Senhor, na Última Ceia, converteram-se no Seu Corpo e Sangue, que logo iam ser oferecidos por nós na cruz; assim também o Pão e o Vinho consagrados pelo sacerdote se convertem no Corpo e Sangue de Cristo, que assiste gloriosamente no céu. Cremos ainda que a misteriosa presença do Senhor, debaixo daquelas espécies que continuam aparecendo aos nossos sentidos do mesmo modo que antes, é uma presença verdadeira, real e substancial”.

Rafael San

Monsenhor Nicodemos assina termo de outorga e Rádio Integração será 102,3 FM

Mons. Nicodemos com o Ministro Kassab

Nesta sexta-feira (30), em João Pessoa, 5 emissoras paraibanas assinaram os termos aditivos de adaptação das outorgas para migrar para a faixa FM. “É algo impressionante como as rádios são perenes”, disse o Ministro Gilberto Kassab que compareceu ao 7º mutirão de migração do Ministério da Ciência,Tecnologia, Inovações e Comunicações.

A Rádio Integração do Brejo de Bananeiras foi completada e, em aproximadamente 120 dias, será ouvida em 102,3 FM.

A Fundação Cultural Nossa Senhora da Guia, de Patos (PB); Fundação de Desenvolvimento de Picuí (Fundepi), de Picuí (PB); Rádio Cajazeiras, de Campina Grande (PB); e Rádio Potiguara, de Mamanguape (PB), também assinaram o termo.

O administrador diocesano, Monsenhor José Nicodemos, representante legal da Rádio Integração, assinou toda a documentação e vibrou com o passo dado neste dia.

O diácono João Valério, diretor da emissora, igualmente comemorou o avanço no estágio burocrático e disse que a Diocese trabalhará para colocar a nova frequência no ar.

A mudança de faixa é uma reivindicação das emissoras AM de todo o país, que sofrem com a perda de qualidade do sinal, audiência e faturamento.  Ao migrar sua operação, as rádios também podem ser sintonizadas em dispositivos móveis, como tablets e smartphones, a fim de modernizar o serviço.

Rafael San

Pilõezinhos em 5 toques

TOQUE 1: INADIMPLÊNCIA SINDICAL

O Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Marcelo Matias, vem apelando aos sócios, reiteradas vezes em seu programa de rádio, que paguem suas contribuições em dia. Segundo Matias, a queda de receitas é injustificável diante dos serviços prestados aos agricultores. O 2º colocado nas últimas eleições municipais, disse também que seus adversários políticos orientam o povo a abandonar o Sindicato.

TOQUE 2: CRIANÇA FELIZ

Finalmente, vereadores de situação e oposição se entenderam e aprovaram o crédito especial para implantação do Programa Federal Criança Feliz, solicitado pela prefeita Mônica Cristina. A oposição sugeriu uma maior representação social no Comitê Gestor do Programa. Sem maiores delongas, todos os vereadores votaram favoravelmente à proposta.

TOQUE 3: BOLSA DO POVO E ALUGUEL SOCIAL

A bancada de oposição deu destaque a implantação do Bolsa do Povo para o próximo ano ao apresentar uma emenda na LDO sugerindo também os alugueis sociais. Na prática, o Município já dispõe de leis específicas sobre ambos os temas e a gestão municipal vem insistindo que colocará em prática as propostas no momento oportuno. Pelo sim ou pelo não, todos caminham para o mesmo lado.

TOQUE 4: REPAGINADA

É fato que a volta do Bolsa do Povo e dos alugueis sociais está no rol dos compromissos da nova gestão, para tanto, a própria prefeita tem comandado a organização orçamentária para a efetivação dos dois programas, implantados por Júnior Mendes. Nado Mendes interrompeu o Bolsa do Povo e manteve os alugueis. Pelo que apuramos, Mônica vai repaginar os dois programas, estabelecendo critérios mais claros, a partir de uma seleção da Assistência Social. O certo é que tudo tem seu tempo.

TOQUE 5: SOLIDARIEDADE 

Na última segunda-feira (26), o vigário paroquial, padre Paulo Roberto, perdeu a sua irmã Maria do Carmo Henrique da Silva. Os paroquianos enviaram mensagem de solidariedade ao auxiliar do padre Joanderson Lira. O sacerdote agradeceu as orações.

 

Rafael San

Prefeito Didiu participa de entrega de fardamento aos alunos da rede municipal

O Prefeito de Pirpirituba, Denilson Freitas (Didiu), acompanhado da primeira-dama Luana Priscila, a Secretária de Educação Valdilene Pacheco, bem como de professores e servidores, vem participando, durante essa semana, da entrega do fardamento para todos os alunos e professores da rede de ensino municipal, inclusive, participantes de programas educacionais como o “Mais Educação” e crianças assistidas pela creche municipal.

No início do ano, os alunos receberam o material escolar e está em processo de execução o serviço de manutenção e reforma nos prédios das unidades escolares. Ainda nesse semestre serão sorteadas 5 bicicletas e 1 moto entre todos os alunos matriculados neste ano. Os professores também receberão material específico e desde o início do ano letivo que a merenda foi garantida.

De acordo com o Prefeito Didiu os investimentos que estão sendo feitos visam melhorar os índices educacionais e a qualidade do ensino no município, alcançando todos os agentes envolvidos em todas as fases do processo de educação.

Rafael San com Assessoria 

Após crítica de vereador, prefeita anuncia licitação de projeto

Adailma Fernandes (PTB)

A prefeita de Serra da Raiz, Adailma Fernandes (PTB), respondeu as críticas do vereador Wilson Massau (PT) lamentando que o parlamentar procura, a todo custo, manchar a gestão municipal. “Em dias de chuva é impossível não termos lama e esgoto entupido”, observou a prefeita.

Adailma observou que algumas ruas não apresentam condições de pavimentação em paralelepípedos em razão de um enorme lençol de rochas, mas mesmo assim, conseguiu a liberação de emendas parlamentares para infraestrutura na cidade.

“Temos algumas ruas que não tem condições de serem calçadas pelo vasto lençol de rochas em que se encontram. Impossível de ser aprovado esse projeto. Estamos com dois projetos de calçamentos já aprovado. Um já licitado. Emendas de manuel júnior e RÔMULO Gouveia. Está já terá inicio este mês de julho”, detalhou Adailma.

Rafael San

Vereador mostra lama nas ruas e chama gestão de Serra da Raiz de “gestão do abandono”

O vereador Wilson Massau Rocha (PT), do Município de Serra da Raiz, utilizou seu perfil nas redes sociais para criticar o abandono de ruas por parte da gestão municipal.

Na opinião do parlamentar, é patente o desperdício de recursos com apadrinhados em detrimento dos verdadeiros anseios da sociedade. O vereador batizou a administração de Adailma Fernandes (PTB) de “gestão do abandono”.

Veja o publicou o vereador Wilson Massau: 

“Mais uma vez a Serra da Raiz na lama, na GESTÃO DO ABANDONO sobra dinheiro pra locação de carros pra alguns passearem…..uma obra só com recursos próprios não existe. Mas a lama sobra, a Rua Expedicionário Manoel Cota abandonada, Rua projetada abandonada, conjunto novo abandonado , Rua do Cruzeiro, Rua Nova IV, assim como sobra propaganda enganosa com os enfeites do centro! Escola João Nepomuceno abandonada, Praça da Cultura abandonada, academia da saúde abandonada, campo de futebol abandonado, estradas do município abandonada, lagoa da cidade abandonada, o povo abandonado!”

Veja as imagens publicadas: 

O ManchetePB tentou ouvir a prefeita, mas não obteve êxito.

Rafael San

Vereadores rejeitam criação de cargo, mas aprovam LDO e Criança Feliz em Pilõezinhos

Vereadores se reuniram extraordinariamente

Em caráter extraordinário, a Câmara Municipal de Pilõezinhos esteve reunida nesta quinta-feira (29) para apreciação de matérias enviadas pelo Poder Executivo Municipal.

Na pauta, a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), Projeto Criança Feliz (originário do Governo Federal) e a Lei de criação do cargo de Diretor de Turismo e Cultura do Município (para supervisão do Raízes Culturais, programa do Governo do Estado e outras atribuições).

O Presidente da Casa Legislativa, Elisandro Vieira (PMDB), conduziu os trabalhos, observando a presença de todos os vereadores.

Inicialmente, o Projeto Criança Feliz foi apreciado pelos parlamentares. Esse projeto proposto pelo Governo Federal, é um programa que incentiva as famílias a cuidarem melhor das suas crianças, isso acontece através de visitas promovidas por assistentes sociais, orientado essas famílias de como o tratamento deve ser feito, de como a amamentação deve acontecer e também de algumas dicas de nutrição infantil. Tendo sido aprovado pelos vereadores.

Na sequencia, a Lei de Diretrizes Orçamentárias foi discutida. A bancada de oposição, tendo como integrantes os vereadores Marcelo de Beto (PMDB), Nen Taxista (PPS), Beto de Nega (PPS) e Paulo de França (PSB), apresentou uma emenda à LDO sugerindo como prioridades para ano 2018 a execução dos Programas “Bolsa do Povo” e “Aluguel Social”, conforme leis municipais anteriores. Depois de emendada, a LDO foi aprovada por todos os vereadores.

Por último, foi apreciado o Projeto que cria o cargo de Diretor de Turismo e Cultura do Município a fim de gerenciar o Programa Raízes Culturais, do Governo do Estado, e outras atribuições. A matéria obteve o placar de 5 x 4, não obtendo o quórum qualificado regimental.

Não havendo mais nada a tratar o Presidente declarou encerrada a sessão.

Rafael San com Assessoria

Cartaxo é recebido por lideranças do Vale do Mamanguape

Cartaxo ao lado de lideranças em Mamanguape

Mais de 50 lideranças políticas da região do Vale do Mamanguape fizeram questão de comparecer à residência do ex-prefeito Eduardo Carneiro de Brito (sem partido) para conversar com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD) e trocar ideias sobre o cenário econômico e a gestão de resultados que implantou na Capital paraibana. Luciano chegou ao município acompanhado do seu vice-prefeito, Manoel Junior (PMDB), e o vereador pessoense João Corujinha (PSDC).

Durante a conversa, o grupo composto por ex-prefeitos, a exemplo Ezequias Ferreira (PTB, Mamanguape) e Isaurina Meirelles (PMDB, Cuité de Mamanguape), vereadores, ex-vereadores e lideranças comunitárias, representando 12 municípios da região, demonstrou especial interesse no modo como Luciano Cartaxo tem enfrentado a crise nacional e implantado programas como o de microcrédito, por meio do Banco Cidadão, da maior rede de creches do Estado, de uma rede de UPAs, além da entrega de mais de 5 mil habitações, beneficiando cerca de 20 mil pessoas.

Participaram do encontro representantes dos municípios de Araçagi, Sobrado, Capim, Guarabira, Rio Tinto, Cuité de Mamanguape, Pedro Régis, Lagoa de Dentro, Itapororoca, Marcação e Baía da Traição. Após a reunião na casa de Eduardo Carneiro, o grupo seguiu com Luciano Cartaxo para a tradicional festa de São Pedro, na Praça da Matriz de Mamanguape. “Para nós, gestores públicos, muito enriquecedora essa troca de experiências, especialmente numa região histórica e importante para a Paraíba, como o Vale do Mamanguape”, ressaltou Luciano.

Rafael San com Anderson Soares