2016: os “novos” contra os “velhos”

Na região polarizada por Guarabira haverá "guerra" entre rivais e aliados históricos
Na região polarizada por Guarabira haverá “guerra” entre rivais e aliados históricos

A região polarizada por Guarabira segue os passos políticos dessa ilustre capital brejeira e quando o assunto é política ninguém sabe bem quem é criatura ou criador. Nem bem terminamos a eleição de 14 já se apresentavam propostas e figuras “ilustres” para a disputa de 16 e ela está chegando, estamos em 15.

A maioria das cidades já vislumbram batalhas eleitorais entre rivais históricos e em outros casos as lutas serão entre quem outrora eram “carne, unha, cutículas e grude” (ouvi essa expressão no passado). E daí já se começa o festival de apresentação de postulantes: Um diz: eu sou; o outro: eu também; um outro: num abro nem pro trem e ainda tem mais.

Na terra das garças, o balaio de gato (preto) tem rosas vermelhas e girassóis

Tudo bem que a política seja dinâmica, mas o que se tem acompanhado em Guarabira nos leva a quase crer que de fato até boi pode voar mesmo.

Tá um balaio misturado. É gato preto com seus seguidores, rosa vermelha com seus jardineiros e agora tem os girassóis, os que ficaram sem “espaço” num lado e no outro e procuraram uma sombra boa, ofertada pelo Palácio da Redenção.