Nesta sexta-feira, 30, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) confirmou que não vai prorrogar a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro quando assumir a Presidência, em janeiro.

A intervenção no Estado foi iniciada em fevereiro deste ano e tem previsão de encerramento para o próximo dia 31 de dezembro.

“Eu assumindo, não prorrogarei. Se quiserem falar em GLO (Decreto de Garantia da Lei e da Ordem), eu dependerei do Parlamento para assinar”, afirmou ele na manhã desta sexta em Guaratinguetá, após participar de evento de formatura de sargentos da Escola de Especialistas da Aeronáutica (EEAR) no interior de São Paulo.

Valdelânio Benjamim – ManchetePB