O Belo reverte o resultado negativo do primeiro jogo. (Imagem: Via Internet)

O Botafogo-PB é o campeão paraibano de 2018. Após derrota por 1 a 0 no jogo de ida, no Amigão, na última quintafeira, o Belo venceu o Campinense por 2 a 0 neste domingo, no Almeidão e, com sobra de um gol, conquistou o título da competição estadual. Os gols de Nando e Lula já no segundo tempo do jogo decisivo em casa fizeram a torcida
explodir nas arquibancadas, soltando o grito de “Bicampeão!”, em referência também ao título conquistado na temporada passada.

O Botafogo-PB foi melhor na primeira etapa. Buscou as jogadas ofensivas. Mas tomou dois sustos em lances de Jackinha em Macena, nos quais Saulo fez duas excelentes defesas. E numa primeira etapa na qual Jeferson ainda fez uma grande defesa em finalização de Marcos Aurélio, Gladstone perdeu um gol feito e Dico ainda teve um gol anulado, o que chamou atenção mesmo foi uma confusão. Integrantes da comissão técnica do Campinense se envolveram em confusão com os gandulas e, no fim das contas, a Raposa teve dois jogadores reservas expulsos: Delone e Orlan. E o placar ficou zerado ao fim da primeira metade de jogo.

A segunda etapa no Almeidão foi ainda mais intensa. Logo aos quatro minutos, Nando, bem colocado na área, aproveitou uma sobra de bola, ajeitou no peito e, de perna esquerda, madou para as redes, marcando o seu 10º gol no estadual e confirmando também o título de artilheiro da competição. Rafael Jensen ainda foi expulso já aos 34
minutos, após fazer falta em Mário Sérgio e receber o segundo amarelo. E, no minuto seguinte, Lula aproveitou cruzamento de Marcos Aurélio para desviar de cabeça, mandar para as redes e sacramentar o título do Botafogo-PB. Daí para a frente, pouco mais de 10 minutos para o Belo segurar o resultado e soltar o grito de campeão.

COMPARTILHAR