Foto: Raniery Soares / CBN
Foto: Raniery Soares / CBN

O Botafogo-PB está a um empate de conseguir a classificação para a final do Campeonato Paraibano. Na noite dessa quarta-feira (10), o Belo venceu o Nacional de Patos por 2 a 1, de virada, no José Cavalcanti, em um jogo cheio de tensão.

O que não faltou foi polêmica na partida. Primeiro, porque Birungueta foi expulso aos 21 minutos do primeiro tempo, recebendo o cartão vermelho direto após fazer falta em Marcos Aurélio. Aí Zé Ivan, que é presidente do conselho deliberativo e também diretor de futebol do Naça, invadiu o campo para tirar satisfação com o árbitro Marcelo Aparecido de Souza; o dirigente teve que ser contido pelos próprios jogadores alviverdes (foto abaixo).

Foto: Raniery Soares / CBN
Foto: Raniery Soares / CBN

Depois, já no segundo tempo, um torcedor também invadiu o campo de jogo, mas decidido a ir para cima dos jogadores do Botafogo-PB; foi retirado pela turma do “deixa disso”. E, ao fim da partida, o presidente do Canário, Cleodon Bezerra, xingou bastante o árbitro. Além disso, houve objetos arremessados das arquibancadas para o campo. O atacante Nando, do Botafogo-PB, a propósito, pediu o tempo todo que a arbitragem registrasse aquilo na súmula.

Nacional de Patos e Botafogo-PB voltam a se enfrentar no próximo domingo (14), às 17h, no Almeidão, em João Pessoa. O Belo tem o mando de campo nessa segunda e decisiva partida por ter feito melhor campanha que o Naça na fase de grupos.

Como venceu por 2 a 1 na ida, o Alvinegro da Estrela Vermelha só precisa empatar para avançar para a grande decisão contra o Campinense; claro que qualquer vitória também classifica os botafoguenses.

Ao Canário do Sertão, no entanto, resta vencer por dois ou mais gols de diferença para conquistar a vaga de forma direta. Se o time sertanejo vencer por apenas um gol de diferença, então a disputa vai para as penalidades máximas.

ManchetePB, com GE/PB