O fotógrafo oficial do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Ricardo Stuckert, foi preso no final da tarde de domingo (3). Ele operava um drone do alto do trio elétrico do bloco Afoxé Filhos de Gandhi, que saiu no circuito Campo Grande, em Salvador, capital da Bahia.

Inicialmente Polícia Militar da Bahia informou que Ricardo fez manobras com o dispositivo sobre o público, o que é proibido pela legislação, pois coloca em risco a vida dos presentes. Ricardo foi conduzido à Central de Flagrantes 2.1 na Ladeira da Montanha, no Circuito Osmar do Carnaval de Salvador. A polícia apreendeu o equipamento para fotos e vídeos, um cartão de memória e três baterias.

Já no início da noite de terça (5), a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) informou que Stuckert não chegou a ser preso. Ele foi levado à polícia, mostrou documentos que autorizavam o uso do drone e foi liberado. O equipamento também foi devolvido, segundo a SSP.

Valdelânio Benjamim – ManchetePB