Imagem ilustrativa

Logo quando me entendi de gente fui informado que o mundo girava. Nem precisou ler as teorias do cientista italiano Galileu Galilei – que mais tarde a escola me apresentaria – para verificar que os astros se moviam e que tudo estava em movimento. Mas precisei de mais alguns anos para constatar um detalhe que Galilei não me disse: “o sonho é a energia que impulsiona o giro da vida”. Foi a vida, como de fato ela é, dura, que me deu a certeza de que só os sonhos e as esperanças podem lançar uma pessoa para frente. Melhor combustível não há!

E foi este combustível que abasteceu os corações dos jovens Elias e Andreza, de Pilõezinhos, minha terra, que deixaram de ouvir o discurso pessimista que caleja os ouvidos dos estudantes pobres do Brasil e resolveram girar o mundo. Elias de Araújo Jerônimo, que olhava para o céu espantado quando um avião cruzava sua cidade, agora vai embarcar para a Espanha e viver um intercâmbio inesquecível. Assim também Andreza Cabral Calisto de Oliveira, que cansou de ouvir que pobre não tinha vez, pisará o território chileno de cabeça erguida pois resolveu lutar ao invés de ceder.

Elias queria uma das 5 vagas oferecidas para a Espanha, na 2ª Gerência de Educação. Ele simplesmente foi o 1º colocado. Andreza viu 3 vagas para o Chile e não se intimidou com a concorrência, garantindo o 2º lugar. A Escola Sílvio Porto está em festa! A diretora Marcilene Nunes e todos os colaboradores soltaram fogos! E não é para menos. A notícia é digna de comemoração.

Um registro final de agradecimento a Ricardo Coutinho pela coragem de quebrar paradigmas no Estado da Paraíba. Antes, só filhos dos ricos podiam fazer intercâmbio no exterior. João Azevedo continua este legado e os filhos da Paraíba agradecem.

Rafael San
ManchetePB