Marcelinho Paraíba enfrenta o filho em experiência inédita na carreira

Tal pai, tal filho: Marcelinho Paraíba e Rodrigo em lados opostos em amistoso (Foto: Reprodução / TV Paraíba)

Marcelinho Paraíba tem 41 anos. Já viajou o mundo. Jogou em alguns dos maiores clubes do Brasil e foi ídolo na Alemanha. Mas neste final de semana viveu um momento inédito – e marcante – em sua longa carreira como jogador. O meia realizou seu primeiro jogo com a camisa de seu novo clube, o Treze, em amistoso preparatório para o Campeonato Paraibano, e ficou frente a frente com o seu filho, Rodrigo, meia do Serrano-PB – adversário do Galo.

A partida foi realizada no Estádio Amigão e vencida pelo Treze por 1 a 0. E se Marcelinho já é um consagrado jogador em fim de carreira, o filho com apenas 19 anos ainda tenta se firmar como atleta. Reserva, entrou em campo apenas nos minutos finais, o que fez com que o duelo entre pai e filho durasse pouco, mas a emoção foi enorme para ambos.

A ponto de Marcelinho admitir que o coração ficou dividido ao longo do duelo:

– Foi emocionante, mesmo sendo apenas um amistoso. E eu não vou mentir que estava torcendo por ele. Para que ele não errasse. Mas ele entrou muito bem. Eu desejo muita sorte a ele – declarou Marcelinho Paraíba.

Emoção também do lado do filho. Rodrigo até lamentou não ter jogado no mesmo time do pai, mas revelou ter realizado um sonho de infância no Estádio Amigão.

– Era uma coisa que eu planejava há muito tempo e graças a Deus pude realizar hoje. Um sonho. Pena que não foi no mesmo time, porque jogando contra o sentimento é diferente – disse Rodrigo, terceira geração de jogadores da família, já que Pedro Cangula, pai de Marcelinho, foi um famoso jogador paraibano na década de 1970.

A relação de Marcelinho, Rodrigo e o futebol se estreitou mais neste ano. Enquanto o pai esteve defendo as cores do Oeste de Itápolis no Campeonato Paulista, o filho também defendeu as cores do clube paulista, só que nas categorias de base.

Os dois, aliás, deixaram o clube praticamente na mesma época. Marcelinho foi para o Inter de Lages, enquanto que o filho acertou sua vinda para o Serrano.

Em 2017, pai e filho terão novas oportunidades de duelarem. A primeira delas vai ser no dia 1º de fevereiro, quando Treze e Serrano se encontram pela 7ª rodada da primeira fase do Campeonato Paraibano. O jogo terá mando de campo do Galo e deve acontecer no Estádio Presidente Vargas.

Do GE/PB

COMPARTILHAR