Equipe da Polícia Federal cumpriu mandado em residencial no bairro de Manaíra, em João Pessoa (Foto: Walter Paparazzo)
Equipe da Polícia Federal cumpriu mandado em residencial no bairro de Manaíra, em João Pessoa (Foto: Walter Paparazzo)

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta terça-feira (05), uma operação que visa desfazer uma organização criminosa que atua em fraudes no programa habitacional ‘Minha Casa, Minha Vida’. A ação, chamada de ‘Falsa Morada’, acontece no bairro do Cabo Branco, em João Pessoa, e em Santa Rita, na região metropolitana.

De acordo com a PF, foram concedidos financiamentos para casas que sequer existiam. O prejuízo para a Caixa Econômica Federal gira em torno de R$ 5 milhões. A ação cumprir três mandados de prisão preventiva e dez de busca e apreensão, além de sequestrar bens e valores dos investigados.

Os crimes investigados são de organização criminosa, obtenção fraudulenta de financiamento perante instituição oficial e corrupção passiva. As penas previstas variam de dois a 12 anos de reclusão, que podem ser ampliados em um terço por envolver instituição como a Caixa e envolvimento de servidor público.

Está é a segunda fase da operação. A primeira foi deflagrada em outubro de 2015, quando uma advogada foi presa e outras três pessoas foram levadas coercitivamente para a sede da PF para prestar depoimentos. A advogada era suspeita de comandar o esquema.