A Polícia Civil deflagrou a Operação Ampulheta nesta sexta-feira (17), em Alhandra e João Pessoa. Dois homens e uma mulher foram presos suspeitos de terem participado do assassinato dos dois integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra na Paraíba (MST-PB), em dezembro de 2018, no assentamento Dom José Maria Pires.

As prisões ocorreram por força de mandados de prisão, na Avenida Cabo Branco e no bairro José Américo, em João Pessoa, e em Alhandra, no mesmo acampamento onde o crime aconteceu. A operação da Polícia Civil de Alhandra contou com o apoio do Grupo de Operações Especiais (GOE). Outro mandados de prisão está em andamento.

RELEMBRE:

José Bernardo da Silva, conhecido como Orlando, e Rodrigo Celestino, foram mortos por homens encapuzados e armados, de acordo com informações do MST, no acampamento Dom José Maria Pires, em Alhandra, na Região Metropolitana de João Pessoa. O crime aconteceu no dia 8 de dezembro de 2018.

ManchetePB / WSCOM