Luiz Felipe Scolari é o novo treinador do Palmeiras. Último cluybe foi o Guangzhou Evergrande, da China.

Luiz Felipe Scolari é o novo técnico do Palmeiras. Felipão acertou nesta quinta-feira com o alviverde, e comandará o time no restante da temporada. A experiência, o conhecimento do ambiente alviverde e a boa passagem pelo futebol chinês pesaram na decisão. O contrato será até dezembro de 2020.

O treinador será acompanhado pelo preparador de goleiros Carlos Pracidelli e o auxiliar Paulo Turra. Ambos também têm passagens pelo Palmeiras, e trabalhavam com Felipão no Guangzhou  Evergrande, da China.

Será a terceira passagem do técnico pela Academia de Futebol. Scolari já treinou o clube entre 1997 e 2000, e entre 2010 e 2012. No comando palmeirense, conquistou uma Libertadores, duas Copas do Brasil, um Rio-São Paulo e uma Copa Mercosul. Em 2012, deixou o Palmeiras em setembro, em meio a má campanha no Brasileiro – o time acabou rebaixado.

O técnico tinha ainda propostas de fora do país. A principal delas era da seleção da Coreia do Sul, eliminada na primeira fase da Copa do Mundo de 2018.

Scolari é parte de uma mudança do perfil desejado por parte da direção do Palmeiras. Depois da aposta em Roger Machado, um treinador mais jovem e considerado promissor, o clube avalia que o elenco requer um nome mais experiente para o comando na fase de mata-mata da Libertadores, que começa para o alviverde no dia 9 de agosto, data do primeiro confronto contra o Cerro Porteño pelas oitavas de final.

Roger Machado comandou o Palmeiras em 44 partidas, obtendo 68% de aproveitamento. Na última terça, Alexandre Mattos chegou a dizer que respaldava o trabalho, mas Roger não resistiu à derrota para o Fluminense um dia depois. O clube ocupa a sexta colocação no Brasileiro, com 23 pontos;

Manchete PB com Uol Esportes.