Para parcelar dívida vereadores são convocados em caráter de urgência

Posse aconteceu à luz de velas

O débito de R$ 56.012,22 deixado pela gestão de Nado Mendes (PMDB) junto a Energisa será parcelado pela gestão de Mônica Cristina (PSDB). Esta é a informação colhida pelo ManchetePB.

Para manter o equilíbrio das contas, a prefeita atual decidiu fazer o pagamento de forma parcelada. A proposta apresentada pela fornecedora de energia prevê uma entrada de 20% do valor e o restante será quitado em 20 vezes. Neste caso, a Câmara Municipal será convocada em caráter de urgência para autorizar o parcelamento.

Nesta sexta-feira (06), a Energisa cortou o fornecimento de energia da repetidora de TV e ameaça cortar a luz de outros órgãos caso o débito não seja resolvido.

No último domingo (01) a posse da nova gestão se deu à luz de velas em razão do corte de energia ocorrido em dezembro último.

A Mesa Diretora da Câmara Municipal confirmou que a sessão extraordinária, para aprovação do parcelamento, acontecerá nesta segunda-feira (09) às 17h. O setor financeiro da Prefeitura informou que débito será resolvido na próxima terça-feira (09).

Rafael San

COMPARTILHAR