PB ocupa 6º lugar em ranking de mortes violentas nos presídios em 2016

Detento do presídio do Roger é atendido por equipe do Corpo de Bombeiros durante rebelião na Paraíba em que um morreu (Foto: Walter Paparazzo)

A Paraíba é o sexto estado brasileiro em que foram registradas mais mortes violentas dentro dos presídios em 2016. De acordo com levantamento feito pelo G1 com base em dados fornecidos pelos governos estaduais e o DF, o estado registrou 26 mortes. (Veja infográfico abaixo).

O ranking é liderado pelo Ceará, com 50 mortes. Parte delas ocorreu em apenas uma rebelião, no Centro de Privação Provisória de Liberdade (CPPL), em Itaitinga, cidade da Região Metropolitana de Fortaleza. Foram 14 assassinatos em maio, em decorrência de conflitos entre detentos. Houve uma crise com sucessivos casos pelo estado, e a Força Nacional teve de ser acionada.

Pernambuco, Rio Grande do Norte, Goiás e Pará ocupam a 2ª, 3ª, 4º e 5ª colocação com 43, 31, 26 e 24 mortes, respectivamente.

Em todo o Brasil, foram registradas 392 mortes. O número equivale a uma média de mais de um morto por dia, e os dados se referem a todas as mortes consideradas não naturais – o que inclui homicídios e suicídios.

Brasil teve quase 400 mortes violentas nos presídios em 2016 (Foto: Editoria de Arte/G1)
COMPARTILHAR