Casal foi preso na cidade de Saboeiro, no Ceará
Casal foi preso na cidade de Saboeiro, no Ceará

Uma ação conjunta entre as polícias civis da Paraíba e Ceará resultou na prisão de um casal suspeito da morte da comerciante Maria Arcanjo da Silva em Itapororoca, no Litoral Norte da Paraíba, que estava desaparecida há quase um mês. A dupla foi presa na cidade de Saboeiro, no Ceará.

Comerciante estava desaparecida há quase um mês
Comerciante estava desaparecida há quase um mês

De acordo com informações da delegada de Itapororoca, Ranielle Vasconcelos, o casal Antônio Alves de Morais, que já foi vereador na cidade de Santa Rita, de 65 anos, e Elizângela Mendonça de Morais, de 35 anos, confessaram que assassinaram e enterraram o corpo da comerciante, que era bastante conhecida como “Lourdes”.

“A equipe investigativa da 7ª Delegacia Seccional recebeu há cerca de 20 dias a denúncia do desaparecimento da comerciante Maria Arcanjo da Silva. A partir daí, começamos um verdadeiro rastreamento dos passos do casal que havia negociado a venda de uma casa com a comerciante. Conseguimos identificar através das imagens do circuito interno de um banco que os suspeitos efetuaram saques na conta da vítima”, esclareceu a delegada.

Com base nesses indícios, a delegada Ranielle Vasconcelos pediu a prisão preventiva do casal e o delegado regional de Iugatu (CE) deu cumprimento. Depois de preso, o casal confessou o crime e disse que teria enterrado o corpo em um canavial, mas não deu detalhes do local.

Antônio e Elizângela serão transferidos para Itapororoca e deverão apontar o local onde o corpo da comerciante foi enterrado.