Deputado Sílvio Costa passa pela barreira para ir ao Palácio da Alvorada (Foto: Beatriz Pataro)
Deputado Sílvio Costa passa pela barreira para ir ao Palácio da Alvorada (Foto: Beatriz Pataro)

A residência oficial da presidente Dilma Rousseff e a do vice-presidente Michel Temer foram o destino de visitas de diversos políticos na manhã deste domingo (17), dia em que a Câmara vai votar se dá prosseguimento ao processo de impeachment. Se a Câmara aprovar, caberá ao Senado decidir sobre o afastamento de Dilma.

Desde o início da manhã, diversos carros com políticos passaram pelas barreiras nas avenidas que levam ao Palácio da Alvorada, residência de Dilma, e do Palácio do Jaburu, residência de Temer.

As barreiras nas proximidades dos dois palácios não são comuns em Brasília, mas foram colocadas desde que o processo do impeachment entrou nas fases decisivas. Pedestres, jornalistas e carros não-autorizados não podem passar.

Nem todos os políticos se deixavam identificar pelos jornalistas quando passaram pelas barreiras. Outros puderam ser reconhecidos, como os deputados Lúcio Mosquini (PMDB-RO), Silvio Costa (PTdoB-PE), Marcelo Castro (PMDB-PI), Celso Pansera (PMDB-RJ), que foram para o Alvorada.

Além deles, puderam ser vistos também alguns dos visitantes de Temer: Carlos Marun,(PMDB-MS), Baleia Rossi (PMDB-SP), Lucio Vieira Lima (PMDB-PA), Sérgio Souza (PMDB-PR) e José Priante (PMDB-PA).

Do G1