Gervásio tem se destacado na alocação de recursos para os municípios paraibanos. Foto: arquivo.

O deputado federal Gervásio Maia (PSB) confirmou o pagamento de uma emenda parlamentar no valor de R$ 850.000,00 (oitocentos e cinquenta mil reais) para a instalação do Centro Regional de Imagens do Agreste e Brejo paraibanos. O serviço funcionará no município de Belém (PB). O projeto visa possibilitar que os cidadãos da região tenham acesso ao equipamento.

“Nosso mandato tem defendido projetos regionais, principalmente na área da saúde, por entender que as camadas mais simples sofrem imensamente para acessar o Sistema Único de Saúde”, disse o deputado em entrevista à Rádio Guarabira FM.

Para Gervásio, com um tomógrafo regional as cidades da região poderão encaminhar suas demandas para agilizar o tratamento adequado.

A tomografia

A tomografia computadorizada serve para auxiliar no diagnóstico por imagem de doenças e alterações em diversas partes do corpo.

Por meio desse exame, podem ser identificadas fraturas, tumores, AVC (acidente vascular cerebral), nódulos e outros males.

Conhecido como uma evolução do raio-X, a tomografia usa a mesma radiação ionizante para registrar imagens internas capturadas em cortes, que podem ser reconstruídas em 3D com a ajuda de um computador.

Para que serve 

A tomografia computadorizada serve para auxiliar o diagnóstico de doenças musculares e ósseas, identificar a localização de um tumor, infecção ou coágulo, além de detectar e monitorar doenças e lesões. Os principais tipos de tomografias são:

  • Tomografia de crânio: Indicada para investigação de traumas, infecções, ocorrência de hemorragia, hidrocefalia ou presença de aneurismas. Saiba mais sobre este exame;
  • Tomografia de abdômen e de pelve: Solicitada para avaliar a evolução de tumores e abscessos, além de verificar a ocorrência de apendicite, litíase, malformação renal, pancreatite, pseudocistos, lesões no fígado, cirrose e hemangioma.
  • Tomografia de membros superiores e inferiores: Utilizada para lesões musculares, fraturas, tumores e infecções;
  • Tomografia de tórax: Indicada para investigação de infecções, doenças vasculares, rastreamento de tumores e avaliação da evolução de tumores.

Normalmente as tomografias de crânio, tórax e abdômen são feitas com contraste para que haja visualização melhor das estruturas e seja possível distinguir facilmente os diferentes tipos de tecidos.

ManchetePB