Marcus Diogo ao lado de Ruy Carneiro, Pedro Cunha Lima, Wellington Roberto e Julian Lemos – Foto: Ewerton Douglas.

O prefeito de Guarabira (PB), Marcus Diogo (PSDB), virou de vez as costas para o convencional das alianças partidárias e deixou o “modo agregador” ativado permanentemente.

Sem escolher partido, nem ideologia, Diogo tem abraçado todos os parlamentares federais que desejem destinar recursos para a cidade. A regra do passado, na qual o gestor fechava as porteiras para um único deputado povoar eleitoralmente, foi abandonada de vez.

Na verdade, Marcus Diogo pegou o martelo da democracia e destruiu todas as estacas da porteira. O antigo “curral eleitoral” experimenta sua própria extinção quando o povo não aceita ser “boi” e o líder político abandona a promiscuidade comum da velha política.

A foto acima é a prova: quem tem um é bom, mas quem tem quatro é melhor ainda.

Marcus está errado? Acho que não. É lógica do somar para crescer. O povo, na hora certa, decidirá quem merece sua confiança.

Rafael San