‘Orlando (Eduardo Moscovis) está com os dias contados na novela “A Regra do Jogo”. Descontrolado após ser desmascarado por Dante (Marco Pigossi), o ex-marido de Lara (Carolina Dieckmann) tentar armar a morte de Gibson(José de Abreu) para assumir o comando da facção e chega a sequestrá-lo. Porém, o “Pai” da organização criminosasuborna o capanga que o mantém preso e consegue virar o jogo. O bandido chama Romero (Alexandre Nero) para dar cabo do traidor, mas como o advogado mais uma vez se recusa a cometer assassinato, atira ele mesmo à queima-roupa.

De acordo com o colunista de TV Daniel Castro, tudo acontece quando Orlando descobre que Gibson terá mandado Zé Maria (Tony Ramos) matá-lo. Com a ajuda de um comparsa, o então marido de Nelita (Bárbara Paz) captura o chefe e o mantém preso num galpão, mas o homem fica preocupado e questiona: “Por que você não falou que esse velho aí é o chefe da facção? Você trabalhava para ele, né? E está traindo a facção. Por que que você não me falou, não abriu o jogo?”.

Certo de que seu plano dará certo, Orlando afirma: “Não é nada disso que você está pensando. Esse velho já era, quem manda na facção agora sou eu”. Contudo, o milionário promete uma uma grande quantia ao capanga, em troca de sua liberdade, e na sequência ele enfrenta o cientista. Como leva a melhor na briga, o subordinado abre a porta para Gibson sair, mas nesse momento Orlando consegue se levantar e atirar no comparsa.

Orlando briga com Gibson e acaba na mira do revólver
Tenso, o vice-presidente da FarmaStew também tenta acertar Gibson com seus disparos, mas o Pai consegu se esconder e acha celular que usa para chamar Zé Maria. “Sou eu, Gibson. Você tem que correr para cá, para o galpão onde ia ser feito o falso laboratório do Orlando”, ele ordena. Ao ser encontrado pelo perseguidor, o patriarca dos Stewart luta com ele e consegue golpeá-lo com uma barra de ferro.

Durante a briga, Orlando acredita que vai levar a melhor e diz: “O todo-poderoso Pai, o dono de tudo, vai morrer nas mãos desse caipira pobre aqui”, mas então Zé chega e rende o inimigo. Gibson mantém o genro amarrado até o dia seguinte, quando manda chamar Romero e anuncia: “Sabe qual o seu problema, Romero? O pior! Você não mata. Precisamos resolver isso. Vamos acabar logo com essa sua incapacidade. Nós pegamos o Orlando e é você que vai matar ele”. Entretanto, o ex-vereador amarela novamente na hora de puxar o gatilho e a cena termina com o Pai atirando em Orlando à queima-roupa.

Do Purepeople