Humorístico em formato de competição entre dois times de atores terão suas interpretações guiadas pela participação do público
Humorístico em formato de competição entre dois times de atores terão suas interpretações guiadas pela participação do público

Oito atores em cena, misturando texto ensaiado com improviso, competindo em duas equipes rivais pelo objetivo de fazer rir. Com a proposta de incluir a participação do público na dramaturgia, o humorístico interativo “Tomara que Caia” estreia no próximo dia 19, depois do “Fantástico”, apostando na novidade.

“Nós nos tornamos uma trupe de teatro. Foi necessária uma convivência intensa para nos conhecermos bem. É meio amor e ódio, mas até agora tem sido mais amor”, brinca Ricardo Tozzi, durante a apresentação da atração para a imprensa nesta quinta-feira (9), no Projac, no Rio.

Ao ator, juntam-se Dani Valente, Eri Johnson, Fabiana Karla, Heloisa Périssé, Marcelo Serrado, Nando Cunha e Priscila Fantin.

A cada domingo, eles montam uma peça diferente, que deve ser interpretada com intervenções do telespectador e do grupo oponente, que escolhem uma trollada, uma espécie de pegadinha pra dificultar o trabalho alheio. Vence o time que ficar mais tempo em cena, ou seja, que ganhar mais apoio do telespectador, que votará via celular ou pelo computador.

“Continuar a contar a história com coerência numa trollada que é o mais difícil”, diz Fantin.

Segundo Cláudio Manoel, que faz supervisão de texto do programa, a ideia é que a brincadeira seja divertida para quem assiste e para quem faz. “Nossa preocupação é que a história flua e que não atrapalhe a diversão. Estamos animados e dispostos pra guerra”, afirma.

Do Uol